Fundamentos da Prática do Kendô

A prática do Kendô como uma atividade física não pode ser desassociada de sua tradição e caráter filosófico. Porém, com finalidades didáticas [6], costuma-se dividir o Kendô em três aspectos:

  1. Mente (Ki 気 – espírito): atitude mental, estado espiritual de concentração e equilíbrio, demonstrada através do Kiai (grito, brado).
  2. Instrumental (Ken 剣 – espada): movimento da espada e execução do golpe.
  3. Físico (Tai  体– corpo): preparação física, movimento corporal.
Devemos ter o físico bem preparado e disciplinado para suportar o treinamento, que nos levará ao aprimoramento e domínio do movimento corporal sincronizado com o movimento da espada. Só assim, poderemos executar o golpe. O golpe, por sua vez, será tão eficiente quanto o nosso grau de concentração e equilíbrio.
 
Como o Kendô envolve o manejo de um instrumental, recomenda-se a idade mínima de 7 a 8 anos, que é quando a criança já conseguiu acumular e desenvolver, naturalmente, o controle motor, ou seja, coordenação suficiente sobre seu próprio corpo para poder aprender a lidar com a espada.
 
A partir dos 8 anos, o Kendô pode ser praticado por qualquer pessoa, sem limite de idade. Mais do que isso, o Kendô pode ser praticado entre pessoas de qualquer idade. Talvez esta característica explique a popularidade do Kendô com o público adulto.
Institucional
Introducao Historia
1 2 3 5 6 7 Contato VerMapa